Autor do Blog é um professor de Física formado pela UFPR, especialista em ensino de Ciências e Matemática pelo IBPEX, que adora a disciplina que escolheu, e de estar por dentro dos desenvolvimentos da Ciência e da Tecnologia. Cético até a medula. Darwinista de carteirinha. Cartesiano, Newtoniano, Mecanicista. Cínico várias vezes ao dia. Chato só com quem merece (as vezes muito chato!). Se você gosta de Ciência como eu gosto, seu lugar é aqui. Mas se é de astrologia, homeopatia, criacionismo, design inteligente, ufos e coisas assemelhadas só lamento.

segunda-feira, abril 09, 2007

Porque Física ?

De um aluno: "_porque você se interessou por Física... é muito chato e eu sou um dos piores alunos do colégio..."

Caro aluno, recebi seu desabafo.
A questão é que somos todos diferentes... e bem que falam os franceses: "vive la diference!"
Eu não gosto de assuntos ligados à burocracia, mas tem quem goste e é bom que tenha.
Eu jamais faria um curso de medicina, odontologia ou veterinaria (nada que tenha sangue) e por isso mesmo é ótimo que existam pessoas que gostam disso - isso me desobriga de estudar tudo isso; eu pago para alguém tratar da minha saúde e da saúde dos meus cachorros.

Você provavelmente não gosta de Física, bem... é ótimo então para você que alguém goste, pois assim não será tarefa sua descobrir novas coisas, novas leis, novas tecnologias... alguém fará isso por você e para você. E é claro que você vai pagar por isso, pois ninguém trabalha de graça. Da mesma forma há algo que você gosta ou vai gostar de fazer. Você vai estudar e se especializar e ficar bom no que faz. E aí nós outros vamos pagar para você fazer o seu trabalho. Entende o que eu quero dizer?

E porque eu justamente fui estudar Física. Porque eu gosto. Gosto de saber como as coisas funcionam. Gosto de entender as leis do Universo e do átomo e tudo o mais.

Veja o texto que copiei do site Fisica.net:

A Física é o campo da ciência que investiga os fenômenos e as estruturas mais fundamentais da natureza. O conhecimento acumulado neste campo tem possibilitado à humanidade compreender aspectos cada vez mais complexos da natureza e, através dele criar sistemas, dispositivos e materiais artificiais que tem contribuído decisivamente para o progresso tecnológico.

Foram as investigações de físicos europeus sobre os fenômenos elétricos e magnéticos, no século passado, que levaram à invenção do gerador e do motor elétricos utilizados atualmente para gerar energia elétrica e para produzir movimento numa variedade enorme de aplicações que afetam nossa vida diária. Essas mesmas investigações levaram à descoberta, no século passado, de que a luz é uma onda eletromagnética. Ondas desta natureza, mas com menor freqüência propiciaram a invenção do rádio, da televisão, do radar e dos sofisticados meios de telecomunicações que estão incorporados na sociedade moderna.

A descoberta da mecânica quântica na década de 1920 possibilitou a compreensão detalhada da estrutura atômica e das partículas fundamentais da natureza. Além de abrir espaço para um grande desenvolvimento da Física e de outros campos da ciência, como a química, a bioFísica e a astroFísica por exemplo, a mecânica quântica conduziu à descoberta de novos fenômenos. Um deles, o da condução eletrônica em semicondutores, possibilitou a invenção do transistor em 1947 e dos circuitos integrados no final da década de 50. Essas invenções revolucionaram a eletrônica e abriram o caminho para a disseminação dos computadores que estão transformando os costumes da sociedade. Outra invenção, a do laser em 1960, propiciou o advento das comunicações óticas e está produzindo profundas modificações na eletrônica. Infelizmente, a Física tem possibilitado tanto algumas invenções que tornam a vida melhor e mais confortável quanto outras que podem destruí-la. Como utilizar as descobertas científicas apenas para o bem é um dos principais desafios da sociedade moderna e nessa discussão os físicos podem desempenhar importante papel esclarecedor.

Atenciosamente
Prof. Sandro

Nenhum comentário: